Dicas Para Montar Seu Aquário

Quem deseja enveredar pelo universo do aquiriofilismo – nome dado à prática e hobby de montar e cuidar de aquários, precisa, primeiramente, procurar entender um pouco do assunto para não cometer alguns equívocos logo de cara e acabar perdendo dinheiro e tempo ou até mesmo desistir de realizar uma prática gostosa e bastante divertida que é cuidar de um aquário.

Biólogos afirmam que, assim como as pessoas, os peixes preferem certos ambientes e preterem outros. Peixes costumam ter certa tolerância – ou intolerância – a determinados phs de água. A água que é colocada no aquário pode variar de ph – alcalinidade da água. Acima de 7, tem-se uma água mais ácida, ideal para algumas espécies, e abaixo de 7, que tolera um maior número de tipos de peixes. Lembrando que, aquários de água salgada, embora sejam os mais bonitos e ricos em variedade de espécies de peixes, também costumam dar mais trabalho no cuidado diário e semanal. Então, é preciso que se faça, primeiramente a escolha pelo tipo de aquário.

Quem optar, por exemplo, por aquários que possam comportar peixes amazônicos, como acarás e neons, precisarão ter o cuidado de usar um ph mais ácido, já que estes tipos de peixes exigem isto. Mas, é importante salientar que, certos tipos de aquários requerem aquariofilistas mais experientes. Isto porque, não é somente necessário ter o conhecimento da alcalinidade da água, da espécie do peixe e sair montando o reservatório. Peixes precisam de algum tipo de planta – particularmente as que já fazem parte de seu habitat natural – e não dá para colocar plantinhas artificiais, elas precisam ser naturais e exigem cuidados específicos e esporádicos.

Portanto, para quem nunca montou um aquário antes, o ideal é começar pelo mais simples.

Um aquário simples é aquele que os biólogos chamam de “50 litros”. Medem, em geral, 50 centímetros de comprimento, 30 de largura e 35 de altura. Não ocupam muito espaço, podem ser colocados sobre suportes, desde que adequados, ou até mesmo acoplados em paredes, fazendo a função de um quadro. Mas, avalie se vale a pena, logo de início fazer um acoplado na parede.

Despois da aquisição do vidro, vêm os filtros. Estes são considerados os itens mais importantes, já que são eles os responsáveis pela filtragem e oxigenação da água. Para início, os mais recomendados são os filtros mecânicos. Há ainda a necessidade de cascalhos, para serem depositados no fundo do vidro, itens decorativos, termostato, tampa e lâmpadas, medidor de Ph, rede e sifão.