Peixes Cartilaginosos

Peixes cartilaginosos fazem parte de um grupo muito antigo dentro da esfera global marinha, no qual estão ainda incluídos os maiores predadores do mundo. Além do esqueleto cartilaginoso, possuem dentes especiais, que se renovam ao longo do tempo em que vivem. É possível ainda reconhecer os peixes cartilaginosos por conta de sua pele, que é coberta por uma escama que tem um formato muito parecido com o dos dentes.

Embora quase todos os peixes cartilaginosos sejam marinhos – há alguns tipos de arraias e tubarões que adentram em estuários e rios, em regiões de água doce, em particular em áreas tropicais. Alguns especialistas e biologia marinha afirmam que isto se deve ao fato que as águas tropicais são atrativas no que concerne a variedade na cadeia alimentar para alguns exemplares.

No caso dos tubarões, eles podem medir entre 2,5 metros de comprimento a 12 metros de comprimento, o que costuma ser mais raro. Mais raro ainda são os tubarões baleias que chegam a medir 18 metros de comprimento. Depois das baleias, são os maiores vertebrados vivos do planeta.

Já as arraias são um pouco menores. O comum entre elas é um comprimento que vai de 60 a 90 centímetros. Contudo há uma espécie, a arraia-jamanta – que faz jus ao nome: chega a medir entre 5 metros de comprimento, com uma envergadura de 6.

Os esqueletos de ambas espécies são de cartilagem muito firme, flexível, reforçados por depósitos calcários. O esqueleto possui crânio ligado à coluna vertebral, cintura peitoral e pélvica. A mandíbula não costuma estar fundida no crânio. Algumas espécies ainda possuem coluna vertebral.